O BLOG

Uso este espaço para postar alguns temas que gosto: arquitetura, construção, sistemas construtivos, paisagismo, patrimônio cultural, arte, museus/museologia, design, escultura, finanças, fotografia, música, e outras coisinhas..

Este blog é fruto das minhas leituras, edito o que mais gostei...para nossa inspiração!

Obrigada pela visita e volte sempre.

Seja Bem-Vindo (a) !!!

Este blog foi elaborado pela arquiteta Marjorie Karoline © 2008-2016

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Estantes que são verdadeiras bibliotecas

As estantes ganham um papel ainda mais especial quando expõem aquilo que há de mais precioso para seus donos: lembranças de viagens, obras de arte, CDs, DVDs e livros.
Esta biblioteca tem estantes pivotantes, de ferro e madeira, que funcionam como divisórias. As duas da esquerda se movem de modo independente; as da direita giram juntas, em paralelo. Equipadas com pinos e rolamentos, os arquitetos garantem que elas são superleves de manusear.
Projeto de Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes

Para aproveitar totalmente os 5,50 m² desta sala de TV, que faz as vezes de escritório e quarto de hóspedes, foram criadas duas estantes com prateleiras de mármore engastadas nas paredes. A que abriga o computador ocupa o vão do armário embutido. Já a outra parede foi recortada de cima a baixo para receber o aparelho de TV, mais livros e outros equipamentos. Projeto de Maristela Gorayeb.

Feita de MDF com laca branca, esta estante de escritório com 2,40 x 2,40 m contrasta com a parede revestida de papel craft. Há um vão livre de 90 cm de profundidade e 1,50 m de altura para a movimentação de quem senta para trabalhar. Repare que, além de fotos, um vaso serve como aparador dos livros na prateleira mais alta. Projeto de Camila Vieira Santos.

A estante de peroba-do-campo foi adaptada para o rapaz que precisava de um espaço para os estudos. Encaixou-se ali uma mesa de trabalho, e, sob o tampo, portas de correr disfarçam os equipamentos. As prateleiras exibem histórias em quadrinhos – alocadas em nichos de 38 cm de altura –, livros, dicionários e miniaturas. E uma dica valiosa: áreas fechadas ajudam a manter o visual organizado – aqui, as portas ocultam a papelada guardada em pastas. Projeto de Claudia Moreira Salles.

Em vez de utilizar compensado ou MDF, o arquiteto Marcelo Morettin projetou, para seu apartamento, uma estante de chapa de aço dobrada, material que suporta peso e, ao mesmo tempo, resulta em um móvel de visual delicado. “Se eu empregasse madeira, precisaria de prateleiras de 3 cm de espessura, enquanto a chapa de aço me permite ter peças de 2 mm. Dessa forma, a estrutura da estante praticamente desaparece”, explica. Os montantes verticais, mais espessos (cada um possui 4 mm), foram chumbados no teto para a fixação. Prateleiras finas valorizam os livros e objetos expostos.

Um pedaço da sala de estar abriga a estante em L de MDF laqueado. As prateleiras abertas servem para os moradores exporem livros e objetos. Instalada em um corredor, a estante tem 35 cm de profundidade, medida que possibilita guardar livros de arte. Projeto de Antonio Ferreira Júnior e Mario Celso Bernardes.

A divertida estante em losangos, da Dominox, cabe em qualquer canto, por ser um modelo fininho. Nas opções de madeira laqueada ou ebanizada, a peça de 1,90 m de altura sai por R$ 2 398 (preço consultado em fevereiro de 2009). Projeto de Andrea Buratto.

Os moradores desta casa sonhavam com uma lareira na sala de estar e também precisavam de uma biblioteca ampla para acomodar suas coleções de livros e CDs. Assim, juntar o canto de leitura com o espaço da lareira foi a solução encontrada na reforma do imóvel. Em torno do frontão de cimento, foram instaladas prateleiras de madeira suspensas acima do piso. O vão foi fechado por panos de vidro que permitem a visão do jardim. A chaminé fica do lado de fora. Projeto de Claudia Haguiara.

No prolongamento de duas paredes da sala, foi instalada uma ampla estante de madeira com 1,84 m de altura e 2,05 m de largura. Em primeiro plano, a peça exibe um módulo que desliza para os lados graças aos rodízios na parte inferior e um trilho acima. Nela, os moradores guardam uma coleção de 950 CDs e 70 DVDs. Na parte posterior, com fundo pintado de vermelho, as prateleiras, com 40 cm de profundidade, guardam livros de arte. Até o nicho superior tem uma função: expor quadro e peças decorativas. Projeto de Bel Lobo e Bob Neri.

Numa área de 11 m² que conjuga estar, jantar, escritório e cozinha é de esperar que os móveis sejam muito bem escolhidos. Assim, a estante, além de bancada de trabalho, suporte para livros, CDs, som e peças decorativas, também vira apoio para a mesa de jantar. As prateleiras são de mármore, o mesmo revestimento do piso, recurso que favorece a unidade visual. Projeto de Maristela Gorayeb.

A estante baixa de MDF laqueado foi desenhada nas medidas 2,50 m x 50 cm depois que o arquiteto Antônio Gomes Júnior calculou minuciosamente suas necessidades: ele não queria uma peça alta que roubasse espaço e pesasse no ambiente. O móvel tem a profundidade exata dos livros, 35 cm, e, na base, conta com gavetas de 8 cm de altura para guardar miudezas.


Um comentário:

  1. Estou me tornando fã do seu blog!
    Tem 14 anos adoro ler e se vc tiver alguma imagem de estantes para quartos eu ficarei muiiito contente.
    Obg =D

    ResponderExcluir

Os Comentários são moderados.
Não serão publicados comentários fora do contexto da postagem ou que utilizam de linguagem inadequada.